Planejando conquistas

Há muito tempo cheguei à conclusão que toda restrição imposta e sem finalidade definida não se sustenta a longo prazo. Veja só o exemplo em termos de finanças. Se você precisa deixar de gastar com algo que te dá prazer porque quer se proporcionar uma conquista ainda mais agradável, você se mantém firme em seu propósito e fecha o bolso sem dó. Mas se você pensa em guardar dinheiro para um dia não faltar, vai ser muito difícil chegar ao resultado pretendido.  

Isto é tão certo, que economistas comportamentais já perceberam que, só consegue atingir conquistas, quem utiliza metas para monitorar seu progresso. Mas por que estou escrevendo isso num blog voltado a alimentação? Porque o ser humano funciona igual em todos os seus problemas e conquistas. Simples assim! 

Quando você pensa em fazer uma alimentação saudável e vive num mundo que constantemente o(a) joga de frente a opções contrárias, muito apelativas a instintos primários, o que acontece? Você tem que ser muito, muito determinado para conseguir se segurar, e não enveredar por caminhos que lhe tragam prejuízo. E ainda mais, se escorregar, vai curtir uma sensação de incapacidade, de falha. Então como você muda a perspectiva para conseguir um objetivo importantíssimo, como o de melhorar a saúde, para algo mais concreto e possível de ser realizado? Estabelecendo metas.  

Ótimo! Então, é só pensar, quero ter saúde sempre até os 120 anos de idade? Lógico que não! As metas para serem alcançadas têm que ser compostas de etapas possíveis, dentro de parâmetros razoáveis, para que você perceba o progresso. Nossa determinação precisa de reforço através de conquistas. E essas conquistas têm que ter significado. Sabe a estória de subir um degrau de cada vez? Como isso funciona com saúde?  

Da mesma forma que com finanças ou projetos, precisamos ter métricas razoáveis e possíveis. Etapas que façam você se manter firme na decisão de melhorar, perceber o progresso e ter a recompensa da conquista de cada etapa. Vamos lá ajudar você a pensar nisso. Se você está acima do peso, não pense em perder alguns quilos em um mês. Isso é falha certa. A mesma coisa para quem está tomando remédios para mil complicações.  

Quer uma sugestão? Fique com a grande meta para a vida de estar saudável e independente até os 120 anos. Este é o seu legado na vida, em termos de saúde. Tudo bem, isto é o suprassumo da conquista e será a sua Ferrari (pode ser outra coisa também) em termos de saúde. Mas vamos começar desde agora, neste exato instante. Vamos criar um planejamento dessas etapas.  

Como você reconhece uma conquista? Imagine uma meta audaciosa para daqui a 3 anos. Algo como estar sem remédios para um dos seus males. Ou ser capaz de se movimentar com leveza para poder viajar, ou ainda, quem sabe ser capaz de dançar numa festa! Pode ser também ser capaz de andar, ou nadar, ou correr por 30 minutos. Enfim, você entendeu a idéia 

Por que 3 anos? Porque 5, para quem já passou dos 50, é uma eternidade! Não podemos esperar tanto assim! Já 3 anos é algo possível para a maioria das conquistas. Você consegue ver seu corpo mudar completamente em 3 anos, consegue planejar uma viagem passeando por lugares bem íngremes, consegue dançar no casamento do neto, e também pode ficar livre de uma síndrome metabólica nesse tempo, ou de resolver uma esteatose hepática.  

Pode acreditar que dá tempo sim! Mesmo para quem está na zona do maior estrago e com muita tarefa pela frente!  

Este é um prazo perfeitamente possível para qualquer um! Eu estou afirmando com absoluta segurança do que digo. Qualquer um, em qualquer idade, independentemente do tamanho do estrago, consegue mudar sua condição de vida em 3 anos. Digo isso muito embasada na percepção do tempo que uma pessoa demora para, desde o momento de um diagnóstico de câncer de mama, ser capaz de dar uma guinada completa e conquistar coisas que nunca haveria ousado tentar antes do choque inevitável de uma doença grave.  

Mas agora é preciso traçar um plano mais detalhado para alcançar sua conquista. Então aqui está um rascunho de estratégia que você vai começar a desenhar com seus próprios propósitos. Coloque uma meta para daqui a 3 meses, isso mesmo, você vai passar a virada de ano e vai continuar firme. Por isso os 3 meses. Vai poder escorregar e derrapar um pouco, mas vai continuar firme na estrada. Então, ao final de janeiro de 2021, você estará comendo com consciência, intestino regularizado, sono mais fácil e de melhor qualidade, e sem sentir aquela agonia de parecer um zumbi de cansaço o dia todo. Acha muito? Não é mesmo! Acha pouco? Sorte sua, que já está melhor e pode pensar num pouquinho a mais. Mas não seja ansioso nessa etapa para não ter quer voltar atrás. Comece pequeno, pois assim você ainda fica com mais disposição para a próxima etapa.  

Escreveu sua meta para final de janeiro de 2021? Ótimo! Então, próximo passo… 

Ainda temos mais duas etapas. A meta para daqui 6 semanas. Que pode ser cozinhar um jantar bem bacana só com alimentos vegetais e sem processados, do tipo de um jantar de gala para você mesmo a cada semana. Acho que assim dá tempo para preparar o cardápio sem ter que correr para comprar tudo pronto, não é? Ou pode ser subir um lance de escadas por dia, em qualquer lugar, no prédio, na igreja, no trabalho. Subir um quarteirão numa rua inclinada também serve. Ou aprender um passo de dança no vídeo do Youtube. Você decide o que quer começar.  

Mas e até lá? Até lá temos o passo das 3 semanas, que é arrumar a casa … de dentro para fora. Comece jogando o lixo que não serve mais. Toma refrigerante? Vá deixando de lado a cada vez que for beber algo. Invente outra coisa saudável no lugar. Só naquele momento. Foque só no momento da escolha, em mudar naquela situação.  

Se o seu problema é não comer verduras, foque em cada refeição tentar experimentar uma folha verde, ou um legume, ou um grão. Pode ser uma folha só mesmo! Parece ridículo de fácil? Então ótimo, é só fazer!  

A meta é chegar em 3 semanas sendo capaz de comer sem nenhuma bebida ou alimento ultraprocessado durante os dias da semana. E ver se consegue ser ainda mais valente e encarar o quanto puder de melhora nas escolhas do final de semana também.  

Nessas primeiras 3 semanas, você vai perceber o que impede você de conseguir comer sem ultraprocessados. É não saber o que significa isso? É não ter nada para substituir os processados quando pensa nas compras do supermercado? Você tem 3 semanas para perceber aonde está a dificuldade e como pode fazer pequenos ajustes para melhorar isso. Sabe como você se dá conta da dificuldade que precisar vencer nessa primeira etapa? Escrevendo o que fez você não ser capaz de cumprir esse propósito. Ao final de cada semana, você vê o que puxa você para longe de uma vida saudável. Mas escreva nem que seja só uma palavra numa nota no celular. Só assim você vai descobrir aonde está a sua maior dificuldade. Concentre-se só em mudar uma dessas coisas a cada nova semana. Quando atingir essa etapa, estique sua conquista um pouco adiante. Você vai ver quanto existe sobre você, que você mesmo não sabe… 

A fórmula para viver saudável e sem remédios é muito simples. Esqueça dietas e passar fome! Coma quando tiver fome, o quanto precisar para ficar satisfeito. Quando eu li isso há alguns anos, achei que era besteira. Mas depois que dei uma volta enorme e comecei a estudar alimentos, vi que é só seguir os princípios da alimentação de povos que são centenários. Que vivem bem, sem doenças crônicas e sem dores até mais de cem anos.  

A fórmula mágica consiste em comer alimentos saudáveis, que nutrem o corpo sem causar desequilíbrios. Apenas utilizar alimentos com o mínimo de processamento, que não incluam aditivos ou subtraiam fibras e nutrientes. Comer a maior variedade de grãos, legumes, verduras, sementes, castanhas e frutas possível. Se puder, não repita o mesmo alimento durante uma semana, só para abrir espaço para testar novas possibilidades. E deixar alimentos de origem animal para 3 ou 4 refeições por semana, no máximo. Esse é o passaporte para uma vida saudável.  

Como você vai chegar lá? Cada um tem o seu jeito e eu estou só sugerindo um rascunho de planejamento, mas você é o dono da vida e da vontade de viver bem… Eu sei que você vai conseguir achar seu próprio caminho! 

MATÉRIAS RECENTES